.posts recentes

. Vinha Maria 2017

. Pedra do Gato branco 2018

. Bye Bye Summer Wine Party...

. Fagote Grande Reserva 201...

. Pacheca Superior 2015

. Ladeira da Santa Grande R...

. Casa da Senra Loureiro 20...

. Mirabilis Grande Reserva ...

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Quarta-feira, 24 de Abril de 2013

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas - Tinto 2010


Vinho Quinta do Crasto Reserva – Vinhas Velhas
Tipo / Ano Tinto 2010
Castas Vinhas velhas
Região Douro
Produtor Quinta do Crasto

Aspecto Grená opaco, bordo nuances violáceas
Nariz Profundo, floral e frutado
Boca O ataque é suave e transmite uma sensação de volume que enche a boca. Encorpado, com taninos completamente envolvidos, boa acidez, tem textura aveludada. Final longo e persistente, elegante e encantador.

Opinião Excelente
Data Prova Março 2013
Preço

 

A Quinta do Crasto situa-se em Gouvinhas, concelho de Sabrosa, sub-região Cima Corgo. Este vinho é proveniente da mistura de castas em vinhas com média de idade de 70 anos. O produtor tem 70 hectares de vinha na Quinta do Crasto, 10 hectares na Quinta do Querindelo e 114 hectares na Quinta da Cabreira, esta última localizada no Douro Superior. Não consegui ver a ficha técnica, portanto fico com dúvidas sobre a proveniência da uvas e respetiva sub-região.

Contactar com a excelência é muito importante. Quando bebemos um vinho desta qualidade os alarmes disparam, suspendemos qualquer outra atividade e mergulhamos na degustação de um vinho superior. Não são só características ao nível de aromas, texturas e afins, estes vinhos raptam-nos e elevam o prazer de beber a um outro nível. Brilhante com o cabrito ao almoço do domingo de Páscoa.

publicado por Ricardo Cruz às 19:44
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds