.posts recentes

. Vinha Maria 2017

. Pedra do Gato branco 2018

. Bye Bye Summer Wine Party...

. Fagote Grande Reserva 201...

. Pacheca Superior 2015

. Ladeira da Santa Grande R...

. Casa da Senra Loureiro 20...

. Mirabilis Grande Reserva ...

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2013

Diário de bolsa - 26/02/2013

Dias muito turbulentos nos mercados, com a indefinição política na Itália a gerar ondas de choque. Não ficámos imunes e o PSI teve um início de semana francamente negativo. Neste momento, os investidores devem seguir o que acreditam. Eu acredito num ano positivo na bolsa, logo, acabei por reforçar o portfolio.

No BCP a notícia da venda da operação na Grécia não surgiu, o que, associado à conjuntura Italiana, levou a uma descida da cotação para os 10,8/10,9 cts. Poderá ser um ponto de entrada. Eu não vendi, dado que acredito numa subida, pelo menos, até perto dos 12 cts. A notícia do regresso ao Stoxx 600 é boa.

A GALP teve boa recomendação e parece estar a tentar reagir e voltar a melhorar aos olhos dos investidores. Há receios que a ENI volte ao mercado para vender parte da participação, o que pressionaria o título em baixa, a partir do final de Fevereiro.

A Jerónimo Martins continua a bater máximos históricos, no entanto, na ressaca da apresentação de resultados, os títulos iniciaram o dia 27/02 em forte queda. Entrei com uma primeira tranche de posição de longo prazo.

Nota para o BES, muito castigado neste últimos dias. Parece encaminhar-se para o €0,90, mas pode não chegar lá. Pelo sim, pelo não, completei a minha posição de longo prazo no título.

Estamos em dias de semear para colher mais tarde, isto para quem acreditar que o mercado está em fase de crescimento. Os próximos dias continuam incertos, mas até poderemos assistir ao alívio destas fortes quedas recentes. Mas nunca se sabe...

 

Nota: Estes posts são apenas registo de operações e reflexões pessoais. Não devem ser interpretadas como aconselhamento, nem assumo responsabilidade pelas consequências para quem seguir algo aqui escrito. Para esse efeito há entidades profissionais e especializadas.

tags:
publicado por Ricardo Cruz às 08:55
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds