De Hugo Mendes a 29 de Dezembro de 2012 às 11:16
Ah meu caro,
Em abono da verdade, devo dizer-lhe que tenho os primeiros 10 livros de Paulo Coelho e que os devorava avidamente na altura. Lol. Só mais tarde descobri a verdadeira literatura. Eh!eh! eh!
Quanto a Tolkien, ele não era, quanto a mim, um bom contador de histórias. O Senhor dos anéis está um pouco mal estruturado e muito mal ritmado, mas o que vale ali é mesmo todo o imaginário criado e principalmente a forma como ele usa tudo isso para transmitir mensagens e valores. Foi ainda um exercício de criação deuma mitologia própria que a Grã Bretanha não tinha. Não tem.
Se, de facto se apaixonou pelo tema, sugiro-lhe a leitura do Silmarillion (http://www.fnac.pt/O-Silmarillion-J-R-R-Tolkien/a50508), literalmente, a bíblia de todo aquele imaginário.
E sabe com o que vai bem a leitura desse fabuloso livro? Claro, já adivinhou. Com um belo Arinto de Bucelas velho.
Se algum dia passar perto, não deixe de me visitar (na Quinta da Murta), pode ser que haja uma garrafita aberta de um 2006, 2006 ou algo de género.
Forte abraço
HM
De Ricardo Cruz a 2 de Janeiro de 2013 às 08:52
Obrigado tanto pela dica com pelo convite. Silmarillion será certamente leitura de 2013. Caso passe por Vila do Conde ou Porto dê notícias, pf. Deixo um desafio: numa qualquer última 5ª-feira do mês venha jantar comigo e com o 4 Horas à Mesa (4horasamesa@blogspot.pt) em Vila do Conde.
Abraço,
Ricardo Cruz
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres