.posts recentes

. Vinha Maria 2017

. Pedra do Gato branco 2018

. Bye Bye Summer Wine Party...

. Fagote Grande Reserva 201...

. Pacheca Superior 2015

. Ladeira da Santa Grande R...

. Casa da Senra Loureiro 20...

. Mirabilis Grande Reserva ...

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2012

Relação qualidade preço ou preço qualidade

Na miríade de conteúdos sobre vinho, em diversos formatos e plataformas, encontramos amiúde a análise da muito subjectiva questão da relação entre a qualidade de um néctar e o preço a que é disponibilizado ao consumidor final. Encontramos o conceito expresso sob duas expressões: qualidade/preço e preço/qualidade. Qual será a mais correcta?

Eu prefiro a expressão qualidade/preço. Porquê? Abordagem matemática. Se estamos a analisar uma relação ou proporção, parece-me correcto utilizar a lógica da divisão. Dado que valorizamos os vinhos com mais qualidade (para o mesmo preço) e com menor preço (para a mesma qualidade), faz sentido colocar a quantidade no numerador e o preço no denomidador. Quanto maior a qualidade, maior o rácio; e quanto menor o preço, maior o rácio. Ficaria, então, qualidade/preço.

Claro que pode ser uma questão de somenos e, em termos de comunicação, ambas as formas são eficazes, porque toda gente sabe o que se quer dizer; mas não deixou de despertar esta reflexão (certa ou errada). Ou perda de tempo, conforme as opiniões...

publicado por Ricardo Cruz às 12:46
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds