.posts recentes

. Vinha Maria 2017

. Pedra do Gato branco 2018

. Bye Bye Summer Wine Party...

. Fagote Grande Reserva 201...

. Pacheca Superior 2015

. Ladeira da Santa Grande R...

. Casa da Senra Loureiro 20...

. Mirabilis Grande Reserva ...

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Duque de Viseu - Branco 2008

Vinho Duque de Viseu
Tipo / Ano Branco 2008
Castas Encruzado, Malvasia Fina, Bical
Região Dão
Produtor Sogrape Vinhos – Quinta Carvalhais


Aspecto Amarelo dourado claro
Nariz Sinais de evolução, mineral, fruta branca
Boca Bom corpo, boa acidez. Ainda bem fresco na boca, sentimos o corpo quase cremoso e os sabores mais intensos de um branco com evolução. Mineral e fruta branca são o prato forte até ao final seco e fresco.


Nota 16
Data Prova Fevereiro 2012
Preço Na casa dos €4,00, Pingo Doce

 

 

Convidados em casa e o jantar seria folhado de frango. A minha vontade era, dentro de preço acessível, um branco complexo ou com estágio em madeira não muito marcado (Cabriz Encruzado ou Castello d'Alba Reserva por exemplo). A maior dificuldade veio da necessidade de fazer compras me levar ao Pingo Doce, portanto lá me vi na garrafeira do hiper. Era um desafio encontrar um vinho que preenchesse os requesitos e estava difícil até chegar ao Dão.Aquela garrafa única, no meio da colheita de 2010, parecia estar à minha espera. Claro que, no primeiro momento, quando vi 2008 na garrafa lá veio a maldita hesitação da idade, mas não durou muito. Bastou lembrar como estava bom o de 2009 para a hesitação se transformar numa curiosidade entusiástica sobre o estado deste 2008 e como se desenvolveriam os aromas terciários do vinho. É verdade que as colheitas não são todas iguais, mas tinha motivos para esperar um boa prova. E o facto é que o Duque demonstrou boa forma. O corpo suavizado pelo estágio em garrafa estava quase cremoso e os seus aromas e sabores, com intensidade reforçada, continuavam muito bem amparados por uma boa acidez.

Resumindo: suave, fresco e saboroso, continua a mostrar sinais de qualidade e a ser uma das minhas preferências no segmento. O Duque de Viseu branco foi aprovado em 3 colheitas: 2008, 2009 e 2010. Boa relação q/p, boa compra.

 

publicado por Ricardo Cruz às 19:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds