.posts recentes

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

. Permitido 2017

. Joseph Drouhin - Mâcon-Bu...

. Vale do Bonfim tinto 2016

. Vallado rosé 2017

. Hexagon 2005

. Ultreia St. Jacques

. Valle Pradinhos rosé

. Ribeiro Santo Touriga Nac...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Segunda-feira, 7 de Novembro de 2011

Quinta de Saes Reserva - Branco 2010

Vinho Quinta de Saes Reserva
Tipo / Ano Branco 2010
Castas Malvasia Fina, Encruzado
Região Dão
Produtor Quinta da Pellada


Aspecto Límpido, amarelo citrino
Nariz Frutos tropicais, citrinos, fundo mineral
Boca Boa acidez, corpo médio. Bem fresco na boca, com alguma cremosidade, perfil cítrico e acidez bem vincada. Termina médio, com os citrinos e mineral a mostrarem-se


Nota 16
Data Prova Outubro 2011
Preço €8,20, Garrafeira Nacional

 

 

Recolhi esta sugestão das revistas da especialidade e, ao contrário do habitual, a minha classificação é inferior. É um vinho muito bom, bem feito, com boa acidez e capacidade de guarda. Atenção aos brancos do Dão, estou a ficar adepto. Se os estremes de Encruzado já são referência a nível nacional, não convém reduzir os bons brancos do Dão a este segmento. Relação qualidade/preço média-baixa.

tags:
publicado por Ricardo Cruz às 12:44
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds