.posts recentes

. Vinha Maria 2017

. Pedra do Gato branco 2018

. Bye Bye Summer Wine Party...

. Fagote Grande Reserva 201...

. Pacheca Superior 2015

. Ladeira da Santa Grande R...

. Casa da Senra Loureiro 20...

. Mirabilis Grande Reserva ...

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Terça-feira, 4 de Outubro de 2011

Beaujolais Nouveau - Tinto 2010

Vinho Beaujolais Noveau
Tipo / Ano Tinto 2010
Castas Gamay
Região ABC, França
Produtor Brochard Père & Fils


Aspecto Vermelho
Nariz Morangos bem docinhos (em rebuçado ou pastilha elástica)
Boca Corpo ligeiro, boa acidez, taninos finos. Essencialmente leve, suave e adocicado, no entanto, tem acidez que equilibra, tornando-o muito agradável. Final médio, com os morangos mostrados no nariz


Nota 14,5
Data Prova Setembro 2011
Preço €9,00, Garrafeira do Joffre

 

 

Beaujolais tem fama mundial com o seu vinho de primeur Beaujolais Noveau. É um vinho lançado na terceira quinta-feira de Novembro, portanto, nada de estágios e outras técnicas da enologia. O resultado é o mundo suspenso e 70 milhões de garrafas no mercado (cerca de 50% para exportação) de um vinho leve, frutado, fácil de beber e que pode ser servido refrescado.

A primeira vez que o bebi, por intermédio de um amigo, foi a título de curiosidade, com o objectivo de apresentar algo de específico, fora do comum. Se está longe de apresentar argumentos para obter grandes pontuações da crítica especializada, já no consumidor a receptividade é bem diferente. Associei-o a um perfil feminino e comprei uma garrafa, que acabou por ser aberta num mini-jantar de família. Revelou-se uma boa aposta, com o sector feminino a aprovar a bebida, o que nos tintos nem sempre é fácil. Leve, docinho e agradável, é um vinho diferente que também tem o seu espaço. Interessante para enófilos, pode despertar algumas paixões. O preço é que não é particularmente convidativo...

publicado por Ricardo Cruz às 22:30
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds