.posts recentes

. Vinha Maria 2017

. Pedra do Gato branco 2018

. Bye Bye Summer Wine Party...

. Fagote Grande Reserva 201...

. Pacheca Superior 2015

. Ladeira da Santa Grande R...

. Casa da Senra Loureiro 20...

. Mirabilis Grande Reserva ...

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Sábado, 1 de Outubro de 2011

Bafarela Colheita - Tinto 2009

Vinho Bafarela Colheita
Tipo / Ano Tinto 2009
Castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca
Região Douro DOC
Produtor Brites e Aguiar


Aspecto Violáceo
Nariz Delicado, com frutos vermelhos maduros (framboesas)
Boca Corpo médio, boa acidez, taninos redondos. Suave, equilibrado, com concentração média. Final curto, mas médio na duração


Nota 15
Data Prova Setembro 2011
Preço €5,00, Garrafeira das Artes

 

 

Bafarela é mais um vinho do Douro de que tenho boa impressão. Este colheita é a versão sem estágio em madeira e apresenta-se em boa forma. A primeira coisa a fazer é dar-lhe uma boa meia-hora para respirar, após a qual nos mostra a suavidade e delicadeza de aromas e sabores. É um vinho muito agradável, com tudo já bem casado. Relação qualidade/preço equilibrada, embora admita ser possível encontrar mais barato.

tags:
publicado por Ricardo Cruz às 18:20
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds