.posts recentes

. Vinha Maria 2017

. Pedra do Gato branco 2018

. Bye Bye Summer Wine Party...

. Fagote Grande Reserva 201...

. Pacheca Superior 2015

. Ladeira da Santa Grande R...

. Casa da Senra Loureiro 20...

. Mirabilis Grande Reserva ...

. Palmer & Co Brut Réserve

. Villa Martino

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Maio 2018

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Segunda-feira, 11 de Julho de 2011

Quinta da Alorna Reserva - Tinto 2007

Vinho Quinta da Alorna Reserva
Tipo / Ano Tinto 2007
Castas Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon
Região Regional Tejo
Produtor Quinta da Alorna


Aspecto Rubi intenso
Nariz Complexo, com frutos vermelhos, flores e especiarias
Boca Encorpado, acidez média, taninos redondos e bem presentes. Equilibrado, tem uma presença viva, cheia de fruta e termina prolongado, seco, com fruta, flores e especiarias.


Nota 16
Data Prova Julho 2011
Preço Ronda os €7,00

 

 

É um vinho muito bem feito, num blend muito feliz das duas castas, que alia personalidade global à expressão das características individuais. Gastronómico, adequa-se a quem preferir um estilo mais seco. Gostei e recomendo. Relação qualidade/preço equilibrada, vale o preço. Acompanhou um arroz de cabidela.

 

tags:
publicado por Ricardo Cruz às 17:21
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds