Este blog é a materialização de duas necessidades humanas: expressar o que nos passa pela cabeça e guardar para consulta futura. Não possuo formação específica sobre as matérias abordadas, logo, este blog é apenas um espaço aberto de opinião.

.posts recentes

. Dona Maria 1974

. Bafarela Grande Reserva 2...

. Quinta Cidrô Boal 2014

. Ventozelo Reserva 2014

. Castello D'Alba Vinhas Ve...

. Luís Pato Maria Gomes

. Langhe Nebbiolo 2010

. Ribbonwood Pinot Noir 201...

. Framingham Classic Riesli...

. Quinta do Vallado Field B...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Quinta-feira, 6 de Março de 2014

Redoma - tinto 1999

  Vinho Redoma
Tipo / Ano Tinto 1999
Castas  
Região Douro
Produtor Niepoort Vinhos
 
Opinião Muito bom
Data Prova Fevereiro 2014
Preço  

 

O Natal fez juntar-se ao conjunto este Redoma, colheita 1999. O péssimo mês de janeiro não proporcionou o momento certo para a abrir, mas fevereiro arrancou melhor e, em mais um almoço de família, os comparsas destas pérolas evoluídas protagonizaram nova degustação. Estava com alguma ansiedade sobre este vinho, porque mesmo sendo de gama já média/alta, não estava com aquele descanso dos topo de gama. Abri a garrafa, servi uma pequena amostra num copo e vejo uma impressionante cor rubi imaculada: sorriso de orelha a orelha e decantador com ele, não lhe falta força para aguentar a oxigenação violenta. Na prova confirmou a boa forma, ainda com fruta madura nos aromas, um bom corpo e a frescura de uma acidez ainda bem viva. Curiosamente, o almoço estendeu-se e após 3 horas decantado mostrou-se no seu melhor, completamente polido. Uma garrafa que ainda tinha uns anos pela frente. Muito bom, um encanto.

Uma questão importante: afinal, onde comprar estas raridades? Esta veio da confeitaria Marbela, em Esposende.

Como vou recordar este vinho: Um vinho em grande forma, que mostrou ainda ter caminho para andar. Boa surpresa, embora da Niepoort se espere grande qualidade, como foi o caso.

publicado por Ricardo Cruz às 18:33
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds