Este blog é a materialização de duas necessidades humanas: expressar o que nos passa pela cabeça e guardar para consulta futura. Não possuo formação específica sobre as matérias abordadas, logo, este blog é apenas um espaço aberto de opinião.

.posts recentes

. Palmer's & Co Vintage 200...

. Quinta do Carmo 2014

. Dona Maria 1974

. Bafarela Grande Reserva 2...

. Quinta Cidrô Boal 2014

. Ventozelo Reserva 2014

. Castello D'Alba Vinhas Ve...

. Luís Pato Maria Gomes

. Langhe Nebbiolo 2010

. Ribbonwood Pinot Noir 201...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Quinta-feira, 12 de Março de 2015

L'AND branco com bacalhau no forno

V_LAND_Br_11.jpgO projeto L'AND tem uma componente muito importante de enoturismo e foi uma ilustre visitante que simpaticamente me trouxe este branco. Por vezes, quando reflito sobre alguns vinhos que aparecem por casa, tomo a decisão de adiar a prova e deixar que o tempo faça o seu trabalho no néctar. Foi o que aconteceu com este branco alentejano. No momento da abertura deparei-me com uma cor amarela, aromas terciários dominantes de cera e parafina, bom corpo, textura cremosa, média frescura, final longo, elegante e ligeiramente amargo.   Gostei bastante, muito bom.

Bacalhau_forno_LAND.jpg

Harmonização: A componente gastronómica era um bacalhau no forno. Aproveitei para escolher um branco, já que estes almoços de fim de semana tendem para carnes, logo, para tintos. A ideia teórica era um branco encorpado, já que o bacalhau tem uma presença forte na boca ao nível da textura. A título facultativo, o prato teria capacidade para enquadrar um branco com estágio em barricas de carvalho. Um branco de 2011 de gama elevada apontava para as características pretendidas, na medida, em que o tempo já teria moldado a acidez mais viva da juventude e poderíamos sentir com mais intensidade a cremosidade na textura. Felizmente tudo correu bem, texturas equilibradas, sabores em sintonia, mais um grande momento à mesa. Mesmo o lado mais amargo do vinho acabava suavizado na interação com a comida, ou seja, a comida valorizou o vinho.

Como vou recordar este vinho: Já com aromas terciários e a textura cremosa de que tanto gosto, ainda com frescura bem interessante. Gostei muito.

Vinho L'AND Vineyards Produtor L'AND Vineyards
Tipo / Ano Branco 2011 Opinião Muito bom
Castas Antão Vaz, Arinto, Roupeiro Data Prova janeiro 15
Região Regional Alentejano Preço  

 

publicado por Ricardo Cruz às 13:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds