Este blog é a materialização de duas necessidades humanas: expressar o que nos passa pela cabeça e guardar para consulta futura. Não possuo formação específica sobre as matérias abordadas, logo, este blog é apenas um espaço aberto de opinião.

.posts recentes

. Palmer's & Co Vintage 200...

. Quinta do Carmo 2014

. Dona Maria 1974

. Bafarela Grande Reserva 2...

. Quinta Cidrô Boal 2014

. Ventozelo Reserva 2014

. Castello D'Alba Vinhas Ve...

. Luís Pato Maria Gomes

. Langhe Nebbiolo 2010

. Ribbonwood Pinot Noir 201...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Quarta-feira, 15 de Abril de 2015

Trimbach Riesling e Açorda Marisco

V_Trimbach_Br_11.jpg

A primeira vez que bebi este vinho foi num jantar do 4 Horas à Mesa com a Decante Vinhos, onde provámos alguns vinhos estrangeiros do seu excelente portfolio. Este foi um dos que se destacaram e o meu cunhado compincha destas aventuras vínicas comprou algumas garrafas. Proporcionou-se jantarmos juntos e, graças a um precalço na minha agenda que me impediu de levar o Encruzado da Quinta dos Roques que queria, colocámos este riesling em cima da mesa. O resultado foi ótimo, com o vinho a mostrar os aromas minerais que se espera da casta, mas também nuances de cera. Na boca mantém uma frescura exemplar, com corpo mediano, bom equilíbrio e final médio. Gostei muito do vinho, está em bela forma, com muito para dar em termos de longevidade, a proporcionar muito prazer na prova.

Açorda_Marisco.jpg

Harmonização: Para jantar teríamos uma açorda de marisco. Concordámos que seria um branco, mas com algum corpo e complexidade para acomodar o prato. O vinho esteve muito bem, os temperos não chocaram nada com a sua mineralidade e mostrou presença suficiente para a textura do pão. Boa harmonização e correspondente momento de degustção e conversa.

Como vou recordar este vinho: Um riesling muito atraente, que começa a mostrar os aromas associados à casta. Muito bom.

Vinho Trimbach Classic Riesling Produtor Trimbach
Tipo / Ano Branco 2011 Opinião Muito bom
Castas Riesling Data Prova abril 15
Região Apéllation Alsace Controlée Preço 13,50 €

 

 

publicado por Ricardo Cruz às 13:29
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Abril de 2015

Rogerio Dardeau - Vinhos Uma Festa dos Sentidos

Vinhos festa sentidos.jpg

Estamos perante um livro introdutório sobre o mundo do vinhos. O autor é Brasileiro, com ascendência Francesa de uma família produtora de vinhos, portanto, foi criado com a devida sensibilidade para o tema, certamente teve contacto precoce com a degustação.

É interessante comparar com o último livro que li, porque ambos são introdutórios, mas com abordagens muito diferentes. A obra Saber Degustar o Vinho tem foco total na prova, apresenta um método de prova e fala de vinhos e castas de uma forma sempre associada à degustação. Este livro de Rogerio Dardeau aborda aspetos ligados à produção, vinificação, caracterização de países, regiões, castas e estilos. Funciona como uma agregação de informação mais técnica, que ajuda o leigo a perceber um pouco melhor como parte do mundo do vinho funciona antes de chegar à prateleira. Também apresenta uma longa lista de termos utilizado nas provas, bem com notas de harmonização com comida, ou seja, a degustação não deixa de estar bem presente.

Esta edição foi específica para Portugal, pelo que, aparecem-nos com alguma regularidade referências à nossa realidade. Muito interessante, por exemplo, o trabalho sobre as castas autorizadas em cada região e a respetiva sinonímia.

O livro é muito interessante, fácil de ler e, para iniciados, apresenta um conjunto de informações bem alargadas, que certamente, ajudam a conhecer um pouco do mundo do vinho. As imensas referências aos vinhos de todo o mundo são, para mim, uma especial mais-valia, já que as publicações nacionais disponibilizam bastante e boa informação sobre o nosso país.

Edição Portuguesa: Editorial Estampa, Lda, 2009

Edição Brasileira: Mauad Editora Ltda, 2002

tags: ,
publicado por Ricardo Cruz às 13:45
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds