Este blog é a materialização de duas necessidades humanas: expressar o que nos passa pela cabeça e guardar para consulta futura. Não possuo formação específica sobre as matérias abordadas, logo, este blog é apenas um espaço aberto de opinião.

.posts recentes

. Ventozelo Reserva 2014

. Castello D'Alba Vinhas Ve...

. Luís Pato Maria Gomes

. Langhe Nebbiolo 2010

. Ribbonwood Pinot Noir 201...

. Framingham Classic Riesli...

. Quinta do Vallado Field B...

. Herdade dos Grous 23 Barr...

. Le Bourgogne - Chardonnay...

. Vega Sicília Único 2003

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Terça-feira, 29 de Outubro de 2013

Castelo de Arraiolos - Tinto 2012


Vinho Castelo de Arraiolos
Tipo / Ano Tinto 2012
Castas Trincadeira, Aragonez, Alicante Bouschet
Região Regional Alentejano
Produtor Soc. Agric Herdade Mouras Arraiolos

Aspecto Rubi
Nariz Sugestões frutadas e florais
Boca Entra suave. Mostra textura bem suave, quase cremosa, boa frescura, algum corpo. Concentração agradável, final médio, suave, agradável.

Opinião Bom
Data Prova Outubro 2013
Preço €1,49, Pingo Doce

 

Numa tarde de compras, o olhar pousa no cartaz chamariz do Pingo Doce. Entre outras coisas, mostra um vinho a €1,49 e penso: que estará dentro de uma garrafa vendida a este preço? Se contar com o custo da garrafa, rótulos, rolha, registos, custos produção, etc... onde estará a margem? Curiosamente, apresenta um preço inferior aos vinhos de marca própria do hiper. Não está ao meu alcance perceber isso, portanto, lá segui com a lista de compras para a semana e a curiosidade desperta. Claro que encontrei a garrafa logo à entrada e quando vi a dupla produtor/enólogo (Jaime Quendera) não hesitei e lá saltou para o carro. Teria pizzas ao jantar, portanto, a prova ficou agendada. De um vinho entrada de gama espero uma prova fácil; na minha opinião deve ser consensual, com presença de boca agradável e suave no final (aquela coisinha a queimar a garganta é algo que os consumidores dispensam). E pronto, teve tudo isso: foi agradável, consensual, preparado para um consumo descontraído. Cumpre o objetivo e pelo preço de um café conseguimos acompanhar o jantar com vinho (uma pessoa, uma garrafa para 3 dias).

Como vou recordar este vinho: Vinho agradável, conseguido, adequado para acompanhar as refeições simples e apressadas do dia-a-dia por um preço ultra competitivo.

publicado por Ricardo Cruz às 17:12
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Outubro de 2013

Herdade do Peso Colheita - tinto 2010


Vinho Herdade do Peso Colheita
Tipo / Ano Tinto 2010
Castas Aragonez, Alicante Bouschet, Alfrocheiro
Região Alentejo
Produtor Herdade do Peso

Aspecto Rubi
Nariz Especiado, frutado
Boca O ataque é suave. Na boca mostra bom corpo, estrutura taninos leve, ligeira acidez. Boa sensação de volume e concentração. Termina bem, elegante, saboroso.

Opinião Muito bom
Data Prova outubro 2013
Preço €5,60, Pingo Doce

 

Gostei muito deste vinho, entusiasmou-me. Vindo da zona da Vidigueira, mostrou a frescura que se esperava, ao mesmo tempo que me ligou ao perfil alentejano (o que valorizo). Tem as características que levaram ao sucesso da região (suavidade e sabor) e apresenta aspetos bem agradáveis à degustação (volume, aromas, madeira bem integrada). Na casa dos €5,00, é uma boa compra.

Como vou recordar este vinho: Vinho com caráter, muito agradável, apelativo. Perfeito para animar uma refeição em grupo. Não se esquece.

tags: ,
publicado por Ricardo Cruz às 11:59
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Outubro de 2013

Vale da Mata - tinto 2008


Vinho Vale da Mata
Tipo / Ano 2008
Castas Syrah, Touriga Nacional, Aragonez
Região Regional Lisboa
Produtor Herdade do Rocim Terralis

Aspecto Rubi
Nariz Limpo, frutado, especiado, fumados
Boca O ataque é suave. Na boca sentimos um corpo bem constituído, estrutura de taninos leve, boa frescura. Termina médio, boa persistência e elegante.

Opinião Muito bom
Data Prova setembro 2013
Preço Cerca de €8,00, Garraf. Vinho e Prazeres

 

Quebrar preconceitos precisa-se, tal como sair da zona de conforto. Temos um vinho da região de Lisboa que tem tudo para agradar. Tem presença de boca muito boa, fresca e saborosa, e termina elegante, sedutor. Após a libertação das amarras psico-emocionais, este vinho tem tudo para nos proporcionar uma viagem com muito prazer à mesa. Gostei muito e parece-me bem enquadrado no preço.

Como vou recordar este vinho: Boa frescura, aromas limpos e difícil parar de beber. Duas pessoas quase terminaram a garrafa.

publicado por Ricardo Cruz às 08:33
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds