Este blog é a materialização de duas necessidades humanas: expressar o que nos passa pela cabeça e guardar para consulta futura. Não possuo formação específica sobre as matérias abordadas, logo, este blog é apenas um espaço aberto de opinião.

.posts recentes

. Herdade dos Grous 23 Barr...

. Le Bourgogne - Chardonnay...

. Vega Sicília Único 2003

. CARM Rabigato 2015

. Permitido - branco 2015

. Proibido - Tinto 2012

. Campolargo branco 2012 e ...

. Espumante Aliança Tinto

. Soalheiro Clássico 2015

. Paulo Laureano Premium Vi...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

Terça-feira, 30 de Abril de 2013

Diário de Bolsa - 29/04/2013

Tudo aponta para uma mudança de conjuntura. O PSI afastou-se da zona de suporte nos 5750 pontos e já está encostado ao máximo de janeiro, que foi de 6337. Nova luta nesta resistência, a que se pode seguir os 5600/5700.

A banca está com uma recuperação suave, na verdade tem resistências a superar e, portanto, é uma evolução degrau a degrau. Face aos volumes, parece que os grandes players ainda não entraram nos títulos, portanto, o melhor (ou o pior) ainda pode estar para vir.

A JM vai de máximo em máximo, estabilizou um pouco nos €18,00. Tudo é possível.

A GALP apresentou bons resultados e reagiu. Vamos ver se ataca os €12,40, uma barreira intransponível há meses, ou continua a lateralizar.

Estamos com bons indícios e já tivemos uma recuperação das perdas de março. Poderemos estar à porta de mais um salto, portanto, estar atentos às boleias. Entretanto, entrei na EDP dado que quebrou a resistência dos €2,50, objetivo €2,80.

 

 

Nota: Estes posts são apenas registo de operações e reflexões pessoais. Não devem ser interpretadas como aconselhamento, nem assumo responsabilidade pelas consequências para quem seguir algo aqui escrito. Para esse efeito há entidades profissionais e especializadas.

tags:
publicado por momenta às 08:53
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Abril de 2013

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas - Tinto 2010


Vinho Quinta do Crasto Reserva – Vinhas Velhas
Tipo / Ano Tinto 2010
Castas Vinhas velhas
Região Douro
Produtor Quinta do Crasto

Aspecto Grená opaco, bordo nuances violáceas
Nariz Profundo, floral e frutado
Boca O ataque é suave e transmite uma sensação de volume que enche a boca. Encorpado, com taninos completamente envolvidos, boa acidez, tem textura aveludada. Final longo e persistente, elegante e encantador.

Opinião Excelente
Data Prova Março 2013
Preço

 

A Quinta do Crasto situa-se em Gouvinhas, concelho de Sabrosa, sub-região Cima Corgo. Este vinho é proveniente da mistura de castas em vinhas com média de idade de 70 anos. O produtor tem 70 hectares de vinha na Quinta do Crasto, 10 hectares na Quinta do Querindelo e 114 hectares na Quinta da Cabreira, esta última localizada no Douro Superior. Não consegui ver a ficha técnica, portanto fico com dúvidas sobre a proveniência da uvas e respetiva sub-região.

Contactar com a excelência é muito importante. Quando bebemos um vinho desta qualidade os alarmes disparam, suspendemos qualquer outra atividade e mergulhamos na degustação de um vinho superior. Não são só características ao nível de aromas, texturas e afins, estes vinhos raptam-nos e elevam o prazer de beber a um outro nível. Brilhante com o cabrito ao almoço do domingo de Páscoa.

publicado por momenta às 19:44
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 23 de Abril de 2013

Diário de Bolsa - 22/04/2013

O PSI reagiu e voltou a situar-se acima da zona de suporte. Está na zona dos 5850. A luta pelo bull market continua e a conjuntura ajuda, com alguma serenidade na Europa.

Na banca a estabilidade do BES contrasta com a novidade da venda da operação Grega do BCP. A confirmação oficial foi a 22/04, mas não gerou a euforia que os pequenos investidores aguardavam, já que fechou com uma valorização de 2% e um volume negociado pouco acima da média. A ver se os próximos dias trazem subidas para o BCP.

A JM, em poucos dias, viajou do suporte ao máximo histórico. Aguarda-se a apresentação de resultados a 24, que costuma originar quedas na cotação. Normalmente, são boas oportunidades de entrada. Fiz uma pequena mais valia e vou aguardar pelos próximos dias.

A GALP continua num marasmo. Neste momento, encontra-se pouco acima do suporte e sem entusiasmo, em pleno float. A sombra da ENI é muito grande.

Altura para estarmos atentos, já que o PSI pode levantar-se e brindar-nos com umas boas subidas. Aguardar pela confirmação da tendência e aproveitar a boleia.

 

 

Nota: Estes posts são apenas registo de operações e reflexões pessoais. Não devem ser interpretadas como aconselhamento, nem assumo responsabilidade pelas consequências para quem seguir algo aqui escrito. Para esse efeito há entidades profissionais e especializadas.

tags:
publicado por momenta às 08:41
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Abril de 2013

Revista de Vinhos - março 2013

A edição de março da RV foi algo atípica, dada a reportagem sobre o evento dos melhores do ano e a informação sobre o novo site. O destaque foi para os tintos do Tejo, uma região renascida e objecto de críticas muito positivas sobre o resultado desse processo. Pelos meus lados ainda não é uma região com presença nas prateleiras de venda ao público, já que apenas Quinta da Alorna, Conde de Vimioso e Cabeça de Toiro se conseguem encontrar. O que conheço da região agrada-me e apresenta boa relação qualidade/preço.

Outros destaques:

 

- Tintos de tintureiras, visão muito interessante sobre as castas que conferem mais intensidade corante aos vinhos. Pessoalmente, provei vários vinhos de Alicante Bouschet de que gostei e o Sousão Duriense também já se mostrou muito bem;

- Hawke's Bay, um passeio agradável por mais uma região da Nova Zelândia, que se inspirou na tradição Francesa;

- Carnes Maturadas, um tema completamente fora de algo que eu conheça, mas foi muito interessante saber um pouco mais e verificar os pontos positivos do processo.

 

Mais 4 sugestões para possível compra adicionadas à lista.

tags: ,
publicado por momenta às 19:08
link do post | comentar | favorito
|

Chateau Roque Le Mayne - Tinto 2006


Vinho Chateau Roque Le Mayne
Tipo / Ano Tinto 2006
Castas
Região Cotes de Castillon
Produtor Chateau Roque Le Mayne

Aspecto Rubi
Nariz Tosta, fumados, madeira
Boca Após uma entrada suave, na boca mostra corpo médio, taninos redondos, acidez média. Termina médio, seco, com fumados e tabaco.

Opinião Bom
Data Prova Março 2013
Preço

 

Uma garrafa que apareceu num simpático almoço de Domingo, trazida por um familiar que dá uma voltas pela Europa. Numa passagem por França, escolheu este bordéus.

De França chega-nos um vinho bem marcado pela madeira, frescura interessante e estágio  a conferir um caráter bem seco. Conheço poucos vinhos nacionais com este perfil, já que por cá se aposta num trabalho de barrica mais suave, o único que me lembro é o Serra Mãe 2005. Este não deslumbra, embora seja um vinho de qualidade.

publicado por momenta às 09:06
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Abril de 2013

Diário de bolsa - 17/04/2013

A descidas regressaram e o PSI 20 volta à zona de suporte. Mais um teste de fogo e confirmação ou rutura de suporte. Se não aguenta nos 5500/5750, será de esperar quedas mais violentas; se o suporte é confirmado, então há forças redobradas para novas e, espera-se, fortes escaladas. O ressalto no suporte deixou alguns gap up's, que estarão à espera de ser fechados. A ver vamos.

A JM voltou à zona de suporte, nos €15,70, depois da aproximação ao seu máximo nos €16,60.

A GALP está com quedas acentuadas e no limite do suporte dos €11,50. Se não aguentar, poderemos assistir a quedas mais violentas. Título com algumas nuvens cinzentas por perto...

A banca estará a fechar gap's, o que o BES já fez. Aguardar, aguardar, aguardar...

De novo numa fase decisiva, esperemos que os touros tenham força para segurar o o PSI.

 

Nota: Estes posts são apenas registo de operações e reflexões pessoais. Não devem ser interpretadas como aconselhamento, nem assumo responsabilidade pelas consequências para quem seguir algo aqui escrito. Para esse efeito há entidades profissionais e especializadas.

tags:
publicado por momenta às 08:58
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Abril de 2013

Quinta do Cardo Selecção Enólogo - Tinto 2009


Vinho Quinta do Cardo Sel. Enólogo
Tipo / Ano Tinto 2009
Castas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca
Região Beira Interior
Produtor Companhia das Quintas

Aspecto Rubi, bordo violáceo, concentrado
Nariz Floral, frutado, torrado
Boca Entra suave. A boa concentração transmite sensação de volume, enche a boca de sabor. Com corpo médio, taninos polidos e boa frescura, tem uma presença muito agradável. Termina longo, saboroso e elegante.

Opinião Muito bom
Data Prova março 2013
Preço €5,30, Garrafeira Vinho e Prazeres

 

A Quinta do Cardo situa-se em Figueira de Castelo Rodrigo, região Beira Interior, sub-região Castelo Rodrigo. Os seus 80 hectares de vinha situam-se a uma altitude de 700mts, o que as torna as mais altas de Portugal.

Quando o rótulo diz seleção do enólogo tenho tendência a criar expetativas elevadas. A experiência tem sido boa e esta foi mais uma. Este Beira Interior com castas tradicionais é um vinho muito bom, quase opaco, intenso no aroma, saboroso e muito suave, bebe-se com muito prazer. Um vinho que vai ao encontro do que aprecio atualmente. Bela compra, recomendo.

publicado por momenta às 19:13
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Abril de 2013

Quinta das Maias Malvasia Fina - Branco 2011


Vinho Quinta das Maias
Tipo / Ano Branco 2011
Castas Malvasia Fina
Região Dão
Produtor Quinta das Maias

Aspecto Amarelo citrino
Nariz Delicado, citrinos maduros
Boca O ataque é suave. Mostra corpo médio, textura suave, boa frescura. Mostra boa acidez, que transmite frescura, mas não domina a prova de boca. Final médio e suave.

Opinião Bom
Data Prova Março 2013
Preço Na casa dos €7,00, Garrafeira Vinho e Prazeres

 

Quando bebemos um vinho varietal apreciamos o vinho e as características da casta que deu origem. Neste caso, encontramos pouca intensidade aromática, perfil cítrico e boa acidez. Apresenta uma característica interessante: textura suave, na boca não é só frescura. Fez uma boa parceria com um arroz de tamboril e gambas, gostei.

publicado por momenta às 19:14
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Abril de 2013

Momenta vs RV - Pedra Cancela Seleção Enólogo - Tinto 2010


Vinho Pedra Cancela Seleção Enólogo
Tipo / Ano Tinto 2010
Castas Alforcheiro, Tinta Roriz, Touriga Nacional, Jaen
Região Dão
Produtor João Coelho Gouveia


Aspecto Rubi
Nariz Complexo, frutado, especiado
Boca O ataque é suave. Na boca sentimos o corpo médio, boa frescura e taninos redondos. O final é longo, saboroso, complexo, ligeira acidez a dar vida, mas muito suave.


Opinião Muito Bom
Data Prova Fevereiro 2013
Preço €6,00 com a Revista Vinhos
Prova RV Uma edição limitada de um vinho feito a partir das castas Alfrocheiro, Tinta Roriz, Touriga Nacional e Jaen. Tem o carácter vincado dos modernos tintos do Dão, com aroma fino e intenso a flores do campo e frutos vermelhos, taninos sedosos e uma grande frescura de boca. Final amplo, vivo e sumarento, muito gastronómico.

 

Os olhos brilharam quando vi o nome do vinho que veio com a RV de Fevereiro. Projecto recente, do qual gostei tudo o que provei. Esta edição especial não fugiu ao habitual e revelou-se muito bom. Um óptimo trabalho de barrica, a conferir carácter a um vinho sedutor, que acompanhou muito bem umas costelinhas grelhadas.

publicado por momenta às 13:04
link do post | comentar | favorito
|

Diário de bolsa - 10/04/2013

O PSI reagiu à zona de suporte entre 5500 e 5700 em forte alta e ontem fechou perto dos 6000 pontos. A banca brilhou bem alto, com valorizações superiores a 10%, bem acompanhada pelos restantes títulos. Agora, fica a interrogação: ressalto no suporte e regresso às quedas, ou inversão de tendência? O mercado dirá nos próximos dias, mas não vamos menosprezar um dia de subida superior a 4%. Na bolsa não tenho opinião, limito-me a tentar seguir o mercado.

A banca subiu e recuperou parte do que caiu nas últimas semanas. Todos os holofotes estão sobre o sector, ansiosos por saber se temos a aguardada recuperação. Atacaram as médias móveis de curto prazo, vamos ver se testam as de médio prazo.

A JM voltou a mostrar a sua força e aproximou-se do seu máximo histórico, com fecho a €15,53. Teremos novos máximos a caminho?

A GALP recuperou para a zona dos €12,00, mas aparenta pouca força. Resistiu bem nas últimas semanas, com boas notícias, mas não reage como outros títulos nos períodos de subida.

Aproveitei para fazer a mais-valia na Jerónimo Martins e arriscar BCP, para tentar resolver o problema de um pequeno lote. Objectivo para 11/04: 10 cts no BCP. Que o mercado esteja comigo.

O PSI está na batalha do regresso às subidas e importante confirmação de bull market, portanto, força touros.

 

Nota: Estes posts são apenas registo de operações e reflexões pessoais. Não devem ser interpretadas como aconselhamento, nem assumo responsabilidade pelas consequências para quem seguir algo aqui escrito. Para esse efeito há entidades profissionais e especializadas.

tags:
publicado por momenta às 12:50
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Abril de 2013

Diário de bolsa - 08/04/2013

Os tempos continuam negativos. O chumbo do TC a algumas medidas do Orçamento de Estado 2013 ensombra o panorama económico nacional e o PSI 20 está na fronteira entre o Bull e o Bear. Se até agora se podia falar de correcção, a continuação das quedas pode levar a inversão de tendência. Estamos na linha de água.

Depois de umas semanas no topo das melhores performances, a GALP iniciou um ciclo de descida muito rápida, que a está a aproximar da zona de suporte, por volta dos €11,40. Quem acreditar pode considerar um ponto entrada.

A JM mantém-se um exemplo de resistência, está cima das médias móveis curto e médio prazo e cada vez mais perto dos €16,00. No entanto, parece lateralizar entre os €15,60 e os €15,90.

Na banca, o martírio parece não ter fim, com BES e BCP junto aos suportes e a lutar por terminar as quedas. Sem dúvida, ficar de fora e atento a inversões.

 

Nota: Estes posts são apenas registo de operações e reflexões pessoais. Não devem ser interpretadas como aconselhamento, nem assumo responsabilidade pelas consequências para quem seguir algo aqui escrito. Para esse efeito há entidades profissionais e especializadas.

tags:
publicado por momenta às 19:25
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Abril de 2013

Contemporal Bairrada - Branco 2011


Vinho Contemporal Bairrada
Tipo / Ano Branco 2011
Castas Bical, Arinto, Maria Gomes
Região Bairrada
Produtor Adega Coop. Cantanhede

Aspecto Amarelo citrino
Nariz Frutado (citrinos)
Boca Entra suave. Na boca mostra corpo médio, boa frescura, textura suave. Final médio, suave, muito cítrico.

Opinião Bom
Data Prova Março 2013
Preço €2,29, Continente

 

Este vinho resultou muito bem. É fresco, sem ser acídulo; suave, sem perder a frescura; e muito apelativo. É até algo perigoso, porque não é fácil parar; ter o copo vazio só aconteceu com a garrafa na mesma situação. Vinho versátil, consensual, apelativo, muito bem conseguido para o segmento. Ideal para o dia-a-dia ou consumo descontraído. Foi bebido com um grupo de amigos e uns petiscos, com resultado final francamente positivo.

tags: ,
publicado por momenta às 13:28
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Abril de 2013

Quinta da Alorna Reserva - Tinto 2010


Vinho Quinta da Alorna Reserva
Tipo / Ano Tinto 2010
Castas Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon
Região Tejo
Produtor Quinta da Alorna

Aspecto Rubi
Nariz Frutado, floral, boa concentração
Boca O ataque é suave. Tem corpo médio, boa frescura e taninos polidos. Suave na textura e com sensação de volume, enche a boca. Bom final, suave, agradável, ligeira acidez a dar vida.

Opinião Muito bom
Data Prova Março 2013
Preço €4,99 Pingo Doce

 

Um vinho que procuro acompanhar. Provei as colheitas desde 2007 e gostei de todas. Em 2010, o perfil aparece mais frutado e suave, o estágio de 12 meses em carvalho francês não marca, como que a piscar o olho ao consumidor de massa. Em relação ao 2009 parece mais ligado, com mais carácter e mais próximo do “pronto a beber”. Continua na minha lista para acompanhar e por €5,00 é uma bela compra.

tags: ,
publicado por momenta às 13:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Diário de bolsa - 02/04/2013

A depressão no PSI 20 continua, com 5 sessões negativas consecutivas. A banca tem sido o sector mais afectado, naturalmente, dado que Chipre continua a condicionar o optimismo dos investidores.

BES e BCP apenas conhecem o caminho da descida, pelo que o melhor é estar de fora e esperar a inversão.

A GALP mostra boa resistência e encontra-se em valores que não conhecia desde Janeiro. Parece ter regressado às boas graças dos investidores e a mostrar-se um título de refúgio neste momento negativo. Está a cavalgar as médias móveis de curto prazo, o que é bom sinal.

A JM ainda não estabilizou desde a apresentação dos resultados de 2012, mas teve uma subida superior a 2%, superou a média móvel de curto prazo e quem sabe está a voltar à ribalta a que já nos habituou. Ainda está instável, mas é um dos melhores títulos do PSI 20.

A conjuntura continua favorável para os ursos e o PSI aproxima-se da zona de suporte dos 5700 pontos, que na opinião de muitos separa o bull do bear market.

 

Nota: Estes posts são apenas registo de operações e reflexões pessoais. Não devem ser interpretadas como aconselhamento, nem assumo responsabilidade pelas consequências para quem seguir algo aqui escrito. Para esse efeito há entidades profissionais e especializadas.

tags:
publicado por momenta às 09:10
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 2 de Abril de 2013

Terras Santo António Touriga Nacional - Tinto 2009


Vinho Terras Santo António Touriga Nacional
Tipo / Ano Tinto 2009
Castas Touriga Nacional
Região Dão
Produtor Soc. Agr. Quinta Sto. António

Aspecto Rubi
Nariz Frutado, especiado
Boca Entra suave. Sentimos o corpo médio, taninos finos e envolvidos, boa frescura. Transmite sensação de volume e textura suave. Termina bem, muito elegante, saboroso, encantador.

Opinião Muito bom
Data Prova Março 2013
Preço €6,49 Pingo Doce

 

Um vinho sedutor. Tem características muito positivas em termos de prova, nomeadamente, sabor bem definido e uma elegância assinalável. Sentimos a região e uma versão mais frutada da casta, ou seja, está sempre a somar pontos. Como tal, é, evidentemente, recomendável. Um daqueles vinhos que ficam na memória pelas qualidade e carácter. Muito bom, gostei muito.

tags: ,
publicado por momenta às 13:33
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.pesquisar

 

blogs SAPO

.subscrever feeds